Lindo Joaquim!
Author

Síndrome de Down – T21

Dia Internacional da Síndrome de Down

A singularidade de cada criança e suas potências!

joaquim

A trissomia do gene 21 (T21) é uma condição genética que quando diagnosticada ainda assusta as famílias e gera dúvidas em relação ao futuro dessas crianças.

Mas quando colocamos foco e luz na síndrome, vemos através de todos os estudos recentes o quanto os bebês, crianças, jovens e idosos com essa síndrome podem nos surpreender!

O quanto a medicina e as terapias oferecidas podem estimular e ajudar no desenvolvimento.

Quando olhamos com olhar amoroso e cuidadoso, vamos perceber que todos nós somos diferentes.

A aceitação da família e, posteriormente na escola, a inclusão social podem oferecer a essas crianças um ambiente seguro para que ela explore toda sua potencialidade.

Se a criança com a trissomia do 21 apresenta problemas na aprendizagem, vamos lembrar que as crianças comuns também apresentam problemas de aprendizagem, autismo, hiperatividade, transtornos obsessivos, transtornos opositores desafiadores, transtornos de conduta, ansiedade e depressão infantil… e que também são temas de desafios familiares, embora não seja uma condição genética.

Somos todos de alguma forma diferentes!

E diferenciar um comportamento dito normal para certa idade de um comportamento alterado nem sempre é fácil, não existe um único critério pra isso.

Cada  criança é singular e cresce em ambientes com condições variadas: desde condições socioeconômicas, nutricionais, culturais, emocionais, genéticas entre outras.

Todos temos angústias, talento em algumas áreas e incompetência em outras. Por isso a importância em proporcionar possibilidades para a criança explorar e expressar seus talentos.

Respeitando as características pessoais e ampliando as perspectivas de todos pacientes com síndrome de Down, pois todos estão preparados a aprender.

Talvez não no mesmo nível, mas cada um a seu ritmo e dentro de suas possibilidades, portanto é necessário conhece-los individualmente.

A condição genética da síndrome apresenta algumas características que requerem acompanhamento médico e demais terapias. A hipotonia muscular é uma delas e a ação da fonoaudióloga é fundamental para um bom desenvolvimento da fala, da mastigação e, por consequência, da qualidade do sono (que interfere diretamente no aprendizado cognitivo).

Uma boa equipe é fundamental para o acompanhamento do crescimento e desenvolvimento.

Somos seres interdependentes e precisamos uns dos outros para viver.

Ao acionarmos uma rede de apoio poderemos ampliar aspectos importantes da vida: qualidade de vida, saúde, senso de pertencimento, autoconfiança, autoestima, espiritualidade, qualidade do ambiente, relações sociais e bem-estar emocional.

Se pudermos proporcionar isso a essas crianças, elas podem nos surpreender!

Avatar
Naia Tonhá Almeida
Especialista em Ortopedia Funcional dos Maxilares, Atendimento Neonatal, Suporte ao Aleitamento Materno, Odontopediatria e Homeopatia. Especializanda em Síndrome de Down - T21

Comments are closed.